Enredo: Nas Encruzilhadas da Vida, Entre Becos, Ruas e Vielas, a Sorte Está Lançada: Salve-se Quem Puder!
Compositores: Marcio André, Marcio André Filho, Rafael Prates, J Alves, Daniel, Marinho
Intérprete: Ito Melodia
 
SENHOR… EU SOU A ILHA
E NO MEU VENTRE ESSA VERDADE QUE IMPERA
QUE É INVISÍVEL ENTRE BECOS E VIELAS
DE QUEM DESPERTA PRA VIVER A MESMA ILUSÃO
E VAI TRABALHAR
ANTES DO SOL LEVANTAR DE NOVO
A VOZ DO RANCOR NÃO CALA MEU POVO, NÃO
SOU MÃE, DIGNIDADE É MEU DESTINO
ROGO EM PRECE MEUS MENINOS
AO LONGE ALGUÉM OUVIU
MEUS FILHOS SÃO FILHOS DESSA MÃE GENTIL
 
INOCENTES CULPADOS, SÃO TODOS IRMÃOS
ESSE NÓ NA GARGANTA VOU DESABAFAR
O CHUMBO TROCADO, O LENÇO NA MÃO
NESSA TERRA DE DEUS DARÁ
 
EU SEI O SEU DISCURSO OPORTUNISTA
É A GANÂNCIA, HIPOCRISIA
O SEU ABRAÇO É MINHA DOR (SEU DOUTOR)
EU SEI QUE TODO MAL QUE VEM DO HOMEM
TRAZ A MISÉRIA E CAUSA FOME
SERÁ JUSTIÇA DE QUEM ESPEROU
O MORRO DESCE O ASFALTO E DESSA VEZ
ESQUECE A TRISTEZA AGORA
É HOJE, O DIA DA COMUNIDADE
UM NOVO AMANHÃ, NUM CANTO DE LIBERDADE
 
A NOSSA RIQUEZA É SER FELIZ
POR TODOS OS CANTOS DO PAÍS
NA PAZ DA CRIANÇA O AMOR DA MULHER
DE GENTE HUMILDE QUE PEDE COM FÉ