Enredo: Eu Que te Benzo, Deus Que te Cura
Compositores: Cláudio Russo, Moacyr Luz e Diego Nicolau
Intérpretes: Leonardo Bessa
 
REZADEIRA, DÁ LICENÇA MÃE SENHORA
ESTA DOR QUE SINTO AGORA
NÃO ME DEIXA OUTRA SAÍDA
DÓI NO PEITO, A INSPIRAÇÃO PERDIDA
NUM PEDIDO QUE IMPLORA PELO SANTO AMOR À VIDA
EU TÔ PRA BAIXO, MAIS CAÍDO QUE ESPINHELA
REQUENGUELA SEM UM FACHO DE RAZÃO
JÁ MANDEI FECHAR A PORTA E A TRAMELA
E PUS CANCELA NO MEU CORAÇÃO
PRO MAU OLHADO, SÓ UM GALHO DE ARRUDA
PEÇO AJUDA À FOLHA DE MANJERICÃO
OH MINHA SANTA BENZEDEIRA ME ACUDA
“OCÊ” ME CUIDA E ME DÁ PROTEÇÃO
 
AROEIRA, SENHOR, AROEIRA
SENTADA À MESA, MÃE DA BRANDURA
AROEIRA, SENHOR, AROEIRA
É VELA ACESA, COPO D’ÁGUA E REZA PURA
 
ROGO A TI TODA A GRAÇA DA BONDADE
FAZ SURGIR ANJOS DA DIGNIDADE
PARA O COMBATE DO ESPINHO COM A FLOR
 
OH PRETA VELHA, MEU BRASIL QUER TUA CURA
PRA TIRAR A AMARGURA DESTE POVO SOFREDOR
 
BENZA DEUS, MEU CAMINHAR
JOGA NO MAR TODA FEITIÇARIA
SOU RENASCER DE JACAREPAGUÁ
EM NOME DO PAI E DA VIRGEM MARIA