Enredo: Memórias de um Griô: A Diáspora Africana Numa Idade Nada Moderna e Muito Menos Contemporânea
Compositores: Dudu Senna, Diego Nicolau, Richard Valença, Renan Diniz, Orlando Ambrósio, Lucas Donato, Lico Monteiro, Marcio de Deus, Jefferson Oliveira, Domenil, Denilson do Rozário e Telmo Motta
Intérprete: Igor Vianna
 
AH! SAUDADE RESSOOU O MEU TAMBOR
NUM PEDAÇO DE TERRA CONSAGRADO NA MEMÓRIA
ÔÔ EU SOU UM GRIÔ
VIAJA O TEMPO NOS RUMORES DA HISTÓRIA
NESSE CHÃO DEBRUCEI TODA FORÇA DE UM REI
UM ÉBANO ELO COM A NATUREZA
MAS A TRAIÇÃO ME TORNOU O ALVO
ESCRAVO DE QUEM ERA MINHA CERTEZA
 
MAR ME LEVA, DOR NO MAR
SOU O PAR DA ANGÚSTIA
TANTO IRMÃO À MINHA VOLTA
NA REVOLTA DA MARÉ
NEGO TEM QUE TER FÉ... Ê
NEGO TEM QUE TER FÉ
 
SOU EU, A MÃO QUE ASSINA A PRÓPRIA SORTE
RESISTINDO A NATURAL PENA DE MORTE
UM DIA FUI ESCRAVO DA TRISTEZA
HOJE REALEZA LIVRE DO AÇOITE
NO SAMBA FIZ MORADA
REFÚGIO FEITICEIRO, A TEZ DA NOITE
NA DESFAÇATEZ DA MADRUGADA
GUERREIRO, OGÃ OU RAINHA
JUIZ, DEFENSOR DESSA GENTE
NA LUTA A VITÓRIA É MINHA
NOS BRAÇOS NÃO PESAM CORRENTES
 
IE IE Ê ALAFIÁ
IE IE Ê ALAFIÁ
MEU SANGUE É A RETINTA MAJESTADE
EU SOU BANGU, O ILÊ DA LIBERDADE